quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

"Se abra ou castro-o!"

Aparentemente existe um grupo no facebook a angariar assinaturas para defender a extradição do Renato Seabra (o menino do saca-rolhas!) para estar perto da família dele.
Fiquei aterrorizada ao ver comentários do género "toda a gente comete erros" ou "toda a gente tem momentos maus na vida" ou até mesmo "o coitadinho foi iludido". Pronto, se é assim, quando uma frequência me correr mal vou só ali num instante matar o vizinho porque tive um momento menos bom e como ainda não cometi um erro assim tão grande na vida fico logo com o assunto arrumado.
Depois apetece-me ligar o botão do "facepalm" e deixá-lo a funcionar por uns largos minutos quando leio que o miúdo é um coitadinho que fez isto devido à ilusão. O moço é praticamente da minha idade, com 21 anos só uma pessoa muito tapadinha não sabia no que se ia meter. Se sou um rapaz, meto conversa com um velhote assumidamente gay, é óbvio que se sabe onde está a meter. Com a idade dele, ao ver que as coisas não estavam a correr como o previsto, há uma coisa chamada dignidade que nos permite ver como superiores a uma situação portanto as costas foram feitas para muitas das vezes serem mostradas às pessoas quando elas merecem. Ninguém forçou o rapazinho, até porque fisicamente dá para ver quem ganharia...

Enfim, são mentalidades que não percebo e também, sinceramente, nem me vou dar ao trabalho de perceber.

E não tendo nada a ver...
Image and video hosting by TinyPic

2 comentários:

Medd disse...

epic post só pelo gif do Seboso a dançar x)

Joana Filipa disse...

só sei que ao que parece a minha teoria inicia estava certa, o rapaz nao era homosexual coisa nenhuma e só queria subir na vida. -agora as pessoas fascinam me pela estupidez de comentários que fazem